Deputados Federais do Rio querem Cedae pública

O vice-presidente da Força RJ e coordenador da Frente Sindical Trabalhista (FST) lembrou, ainda, que vários deputados federais do Rio de Janeiro que acompanharam a audiência apresentaram propostas para fortalecer a Cedae pública. O deputado federal Glauber Braga (PSol-RJ) foi o autor da proposta de uma nova audiência pública pluripartidária, com a presença do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia e demais deputados da bancada do Rio de Janeiro. “O deputado Áureo se comprometeu a procurar Rodrigo Maia e Henrique Meirelles para viabilizar essa nova discussão”, completou Marcelo Peres.

A deputada Laura Carneiro (PMDB-RJ) sugeriu uma audiência com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, já que a cidade é responsável por 86% da arrecadação da Cedae e faz o subsídio cruzado, beneficiando municípios sem recursos para bancar a operação e manutenção do sistema de tratamento e distribuição de água. Já o deputado Luiz Sérgio (PT-RJ) lembrou que o empréstimo está sendo prometido desde fevereiro de 2017 e o funcionalismo público está sofrendo com salários atrasados, bem como toda a população do estado, com o colapso de serviços públicos . “Ele frisou que a Cedae dá lucro, em contraponto ao caos em que se transformou o estado do Rio de Janeiro. Portanto, o governo precisa desfocar a Cedae e procurar, realmente, solucionar o problema dos servidores. Segundo ele, a Cedae não é a solução para o problema da crise financeira do estado”, reportou Marcelo Peres.

Outro deputado do PT do Rio de Janeiro, Wadih Damous, afirmou que a Cedae é uma quebra do paradigma de que empresas públicas são ruins e prestam maus serviços. Para Wadih Damous, se privatizar, a tarifa aumenta, porque empresa privada visa só o lucro, parabenizou o deputado Áureo pela ação e declarou seu voto favorável ao projeto de lei de Áureo que propõe uma alternativa à alienação das ações da Cedae. “Aliás, todos os deputados fluminenses presentes, de todos os partidos, pressionarão o presidente Rodrigo Maia para que seja colocado em pauta o projeto do deputado Áureo, o PLP nº 387/2017, que propõe a substituição da Cedae como aval do empréstimo. Pela proposta, o crédito tributário do Imposto de Renda que a Cedae tem direito passa a ser o avalista do empréstimo do governo federal ao governo do Rio de Janeiro e não mais a possibilidade de privatização da empresa como um todo. São créditos tributários de quase R$ 3 bilhões”, completou Marcelo Peres.

Fonte: Força Sindical


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *