SANEAMENTO PRIVADO: a farsa da Zona Oeste

A finada Foz do Brasil, atual Zona Oeste Mais Saneamento, empresa privada que atua na Zona Oeste da capital fluminense, mostrou que a tão propalada “eficiência” da iniciativa privada não passa de engodo. O discurso serve apenas para defender a privatização das estatais de saneamento com o intuito de enriquecer alguns poucos, entre políticos e empresários desonestos, em detrimento dos interesses do povo do município e do Estado do Rio de Janeiro.

A Fundação Rio Águas, responsável pela fiscalização da Companhia privada de saneamento, afirmou categoricamente, por meio de seu fiscal Eng.º Paulo Luiz da Fonseca, que não houve o atingimento das metas de cobertura do sistema de esgotamento sanitário, o que demonstra claramente que a inciativa privada não possui a capacidade técnica necessária e muito menos interesse para atingir a universalização.

 

Em seguida, a Fundação Rio Águas notificou a Foz Águas 5, em 11/09/2017, informando sobre o descumprimento, inclusive informando sobre a aplicação de multa.

Contudo, misteriosamente, o processo se encontra suspenso desde outubro de 2017 aguardando eventual manifestação da FOZ, provavelmente para justificar o injustificável.

Fica evidente a farsa do discurso privatista, denunciado pela APS desde a sua fundação.

Vamos denunciar este aparente conluio entre a Prefeitura do Rio de Janeiro e a empresa privada que não cumpre suas metas contratuais.

Vamos cobrar uma ação imediata do poder público municipal, pois o processo está parado desde outubro de 2017 e enquanto isso a população vem sendo lesada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *